Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

O que é: Orçamento Real

O que é: Orçamento Real

O orçamento real é uma ferramenta de gestão financeira que permite às empresas acompanhar e controlar seus gastos de forma mais precisa e eficiente. Também conhecido como orçamento ajustado, ele leva em consideração as variações ocorridas ao longo do período em relação ao orçamento inicialmente planejado.

Com o orçamento real, é possível comparar os valores previstos com os valores efetivamente realizados, identificando desvios e tomando medidas corretivas para garantir a saúde financeira da empresa. Essa análise detalhada é fundamental para o planejamento estratégico e para a tomada de decisões mais assertivas.

Como funciona o orçamento real?

O orçamento real é construído a partir do orçamento inicial, que é elaborado com base nas projeções e metas da empresa para um determinado período. No entanto, ao longo do tempo, é comum que ocorram mudanças nas condições de mercado, nos custos de produção, nas vendas e em outros fatores que afetam as finanças da empresa.

Para acompanhar essas variações, é necessário fazer ajustes no orçamento inicial, criando o orçamento real. Esse processo envolve a comparação dos valores planejados com os valores realizados, identificando as diferenças e analisando suas causas.

Benefícios do orçamento real

O uso do orçamento real traz diversos benefícios para as empresas, permitindo uma gestão financeira mais eficiente e estratégica. Alguns dos principais benefícios são:

1. Maior precisão nas projeções: Com o orçamento real, é possível ajustar as projeções financeiras de acordo com as mudanças ocorridas no ambiente de negócios, tornando-as mais precisas e confiáveis.

2. Identificação de desvios: O orçamento real permite identificar desvios entre o planejado e o realizado, possibilitando uma análise mais detalhada das causas e a tomada de medidas corretivas.

3. Melhor controle financeiro: Ao acompanhar de perto os gastos e receitas da empresa, o orçamento real proporciona um maior controle financeiro, evitando desperdícios e garantindo uma melhor utilização dos recursos.

4. Tomada de decisões mais assertivas: Com base nas informações fornecidas pelo orçamento real, os gestores podem tomar decisões mais embasadas e estratégicas, visando o crescimento e a sustentabilidade do negócio.

Como elaborar um orçamento real?

A elaboração de um orçamento real eficiente requer alguns passos importantes. Veja a seguir:

1. Defina metas e objetivos: Antes de iniciar o processo de elaboração do orçamento real, é fundamental definir as metas e objetivos da empresa para o período em questão. Essas metas devem ser claras, mensuráveis e realistas.

2. Analise o orçamento inicial: Faça uma análise detalhada do orçamento inicial, levando em consideração as projeções de vendas, os custos de produção, os investimentos previstos e outros fatores relevantes para a saúde financeira da empresa.

3. Acompanhe as variações: Ao longo do período, acompanhe de perto as variações ocorridas em relação ao orçamento inicial. Registre todas as receitas e despesas, identificando as diferenças e analisando suas causas.

4. Faça ajustes: Com base nas variações identificadas, faça os ajustes necessários no orçamento inicial, criando o orçamento real. Esses ajustes devem refletir as mudanças ocorridas no ambiente de negócios e garantir uma visão mais precisa da situação financeira da empresa.

5. Monitore e avalie: Uma vez elaborado o orçamento real, é importante monitorar e avaliar constantemente os resultados obtidos. Isso permitirá identificar novas variações e tomar medidas corretivas, se necessário.

Conclusão

O orçamento real é uma ferramenta essencial para a gestão financeira das empresas, permitindo um controle mais preciso dos gastos e uma tomada de decisões mais embasada. Ao acompanhar as variações ocorridas em relação ao orçamento inicial, é possível identificar desvios e tomar medidas corretivas, garantindo a saúde financeira do negócio. Portanto, é fundamental que as empresas adotem o orçamento real como parte de sua estratégia de gestão.

Comente o que achou

Veja Mais

Posts Relacionados

O que é: Zona de Restrição

O que é: Zona de Restrição

O que é: Zona de Restrição A Zona de Restrição é uma área designada em uma cidade ou região onde há restrições específicas para o acesso e a circulação de

O que é: Zona de Risco de Deslizamento

O que é: Zona de Risco de Deslizamento

O que é: Zona de Risco de Deslizamento A zona de risco de deslizamento é uma área geográfica que apresenta condições propícias para ocorrência de deslizamentos de terra. Essas áreas

O que é: Zona de Amortecimento

O que é: Zona de Amortecimento

O que é Zona de Amortecimento? A Zona de Amortecimento é uma área estabelecida ao redor de uma unidade de conservação, como uma reserva natural ou um parque nacional, com

O que é: Zona Industrial de Média Intensidade

O que é: Zona Industrial de Média Intensidade

O que é: Zona Industrial de Média Intensidade A Zona Industrial de Média Intensidade é uma área destinada à instalação de indústrias e empresas que possuem um nível de atividade

O que é: Zona Residencial de Alta Densidade

O que é: Zona Residencial de Alta Densidade

O que é: Zona Residencial de Alta Densidade A Zona Residencial de Alta Densidade, também conhecida como ZRAD, é uma área urbana caracterizada pela concentração de edifícios residenciais em um

O que é: Zona de Uso Específico

O que é: Zona de Uso Específico

O que é: Zona de Uso Específico A Zona de Uso Específico é uma área delimitada dentro de uma cidade ou região que é designada para um propósito específico, como